PANAPLÉIA

Minha foto
Bem-vindo(a) ao Laboratório de Autoria de Panapléia! À esquerda das postagens, estão meus textos divididos em categorias e temas. À direita, indicações de blogs e as mídias sociais. No rodapé, mimos felinos e os créditos do blog. Boa leitura!

QUEIMADURA


O grito, o comprimido e o ardor:
O grito preso numa represa de piedade,
Os sorrisos comprimidos pela complacência,
O ardor de mãos trêmulas
a espera de braços que nunca acolheram.

A dor que arde e queima, queima e arde.
Correr correr correr...
Até as pernas encolherem.
Impulso de rolar abismo abaixo,
Que o abismo tudo devore.
Desejo de mergulhar em águas escuras para ser arrastado ao fundo
Até desaparecer no mar iracundo.

De onde vem esses sinais de fumaça confusos?
Para que informar a inexistência?
Vozes irritantes discutem banalidades:
Calem-se, calem-se, imbecis!
Não me interessa a última fofoca.
Só o silêncio me atrai.
Que nada tarde a passar...
Nem o grito, nem o comprimido.
A cicatriz fica,
Lembrete do insondável!

2009


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante...

Se tiver dúvidas no preenchimento dos campos, selecione a opção "anônimo" e assine no final (nome, cidade e estado).
Seu comentário será moderado e aprovado (ou não, no caso de spam) através do meu e-mail pessoal.
Sua participação é muito importante para a continuidade do meu trabalho.
Grata pela colaboração despenteada!

Paula Izabela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...