PANAPLÉIA

Minha foto
Bem-vindo(a) ao Laboratório de Autoria de Panapléia! À esquerda das postagens, estão meus textos divididos em categorias e temas. À direita, indicações de blogs e as mídias sociais. No rodapé, mimos felinos e os créditos do blog. Boa leitura!

ALZHEIMER

A Hosano Ferreira de Alcântara, meu avó materno – in memorian


Treze filhos esquecidos entre bananeiras. Adotaram um casal, esses também ingratos. Apenas os dois na casa modesta a relembrar aqui teve, aqui foi... Ele, apoiado na bengala desde a trombose, escorregou e quebrou o fêmur. Na sua idade é muito arriscado operar – advertiu o médico numa consulta pelo SUS. A esposa, que nunca teve um coração manso, tornou-se ríspida. Perguntava quem ele era e o que fazia ali deitado. Por que não vai ao banheiro, velho safado? Batia nele por fazer suas necessidades nos lençóis. Num dia treze, a Senhora de Fátima veio buscá-lo. A viúva? Teve por companhia o cachorro Alois, um padre alemão. 
| 2006 |

2 comentários:

  1. Estava de castigo numa sala de espera de consultório médico quando peguei um panfleto e escrevi no verso essas linhas tristes.

    ResponderExcluir
  2. Paula Izabela:

    Não precisamos ler muito para entendermos todas as mensagens que os seus textos nos passa...

    O paradoxo da concisão que se misturam as muitas mensagem fazem tornam os textos profundos.

    Estou degustando um pouco da sua Arte...

    PARABÉNS

    Eustáquio Braga (Thackyn)

    ResponderExcluir

Caro visitante...

Se tiver dúvidas no preenchimento dos campos, selecione a opção "anônimo" e assine no final (nome, cidade e estado).
Seu comentário será moderado e aprovado (ou não, no caso de spam) através do meu e-mail pessoal.
Sua participação é muito importante para a continuidade do meu trabalho.
Grata pela colaboração despenteada!

Paula Izabela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...