PANAPLÉIA

Minha foto
Bem-vindo(a) ao Laboratório de Autoria de Panapléia! À esquerda das postagens, estão meus textos divididos em categorias e temas. À direita, indicações de blogs e as mídias sociais. No rodapé, mimos felinos e os créditos do blog. Boa leitura!

TESTAMENTO DE UMA VIVA

“Quando eu morrer batam em latas,
Rompam aos saltos e aos pinotes,
Façam estalar no ar chicotes,
Chamem palhaços e acrobatas!”
Fim, Sá-Carneiro

Impressionante como todos riem quando lanço a frase de efeito: “estou doente”. Alguns me acusam de masoquismo, há os que garantem ser dengo ou dengue. Surgem piadinhas de todo tipo: “está com izabelite outra vez?”; “mas dessa vez você vai de verdade, finalmente...”. Ah, sem graça!
Por que minhas doenças fazem cócegas nos outros? Só porque eu desenvolvi blefarocálise (edema que causa o inchaço das pálpebras – eu tenho uma doença rara, lero-lero) a partir dos 03 anos? Será pela rinite desde o final da adolescência? Graças a ela, eu passava as férias de julho agasalhada, lendo e assoando o nariz, enquanto minhas amigas iam à ExpoCrato e às vaquejadas da região. Ou pela gastrite de tanto tomar remédio para rinite? Ou pela tendinite adquirida em sala de aula há poucos anos? Por causa da rima: rinITE, gastrITE e tendinITe, algum engraçadinho já batizou isso de izabelITE. Para completar a quadra, hoje o médico me disse que estou com início de sinusITE. No entanto, nada disso rima com enxaqueca e pressão baixa (11 por 6, 10 por 6, 9 por 5). Eu sempre me supero!
Não sei como consegui reunir nesse corpinho de 50 kg tanta ruindade. Ops! Espero que as amigas despeitadas, aquelas que me acusam de ter entrado na fila de distribuição de peitos mais de uma vez, fiquem conscientes que também fui contemplada mais de uma vez na fila das doenças crônicas. Já que estou com um pé no sumidouro e outro no além, dividamos a minha escassa herança:
  • Sou a favor da doação de órgãos, doem tudo. Com coerência, claro. Pelo menos, procurem saber onde será (re)aproveitado. Vai que alguma bichona está a fim de mudar de sexo e...
  • Meus cabelos já estão destinados (a título de promessa verbal) ao meu cabeleireiro que precisa de uma reposição capilar urgente: Paulinho;
  • Juliano, o “gatarado”, deixo para Déa, assim ele poderá finalmente cruzar com Mariana;
  • Meu pc fica com Márcio por ter me apresentado a “infernet” e criado meu primeiro e-mail;
  • Minha câmera digital poderosa deixo para Tallyta por gostar de ler manuais de instruções e ter aprendido todos os recursos antes da tia;
  • Meus álbuns de fotografia devem ficar com meus pais para que eles possam relembrar os momentos maravilhosos que vivemos juntos;
  • Meus vestidos para Soraia contar muitas histórias e ministrar muitas aulas;
  • Minhas lingeries para Cris Potência que é praieira e guerreira;
  • Meus calçados para Cleidinha, minha priminha doce de leite, por também calçar 33 e saber quanto dói uma tendinite no joelho;
  • As blusas verdes ficam para Irisan – uma homenagem minha; assim, como tudo que for rosa – lembrança minha;
  • Minhas dezenas de brincos para Biane e Rose por disputarem quem perde mais pares;
  • Minha coleção de DVDs para Glauberto, Joseph e Marcelo por conseguirem assistir sete longas num final de semana;
  • Meus CDs para Mimi por possui a voz mais perfeita que já conheci e por não ser a mamãe.
Bugigangas divididas, vamos para minhas últimas ações. Já que é para morrer vamos fazê-lo “com classe” – como diria Elton John (meu amigo de infância, não o cantor):
  • Todo dinheiro que está na minha carteira fica para minhas velas (xiii... será que dá para comprar pelo menos uma?);
  • Já estou escrevendo essa crônica com um pote de doce de leite do lado, enquanto espero uma pizza de frango e bacon da Atraente, morrerei antes que as calorias se convertam em flacidez;
  • Por último, embalar meus livros para a viagem.
Como é?! Não dá para levar os meeeeeeus livros?! E acha que vou deixá-los aqui? Condenados ao abandono, descaso e profanação? Assim não vou mais, pronto, está decidido. Suspende o chá de capim santo e o caldo de ovo! E como disse o imperador: “diga ao povo que fico!” Se o Manuel Bandeira conseguiu viver até os oitenta e todos sendo tuberculoso desde jovem é possível que eu consiga viver mais algumas décadas com todo o meu arsenal de moléstias. A Medicina evoluiu (as doenças também)... E você, mui saudável, rindo de minhas mazelas pode ser o próximo. Pois é, o Bandeira, pé na cova, enterrou muitos sadios como você. (Esquece o como você.)

2008

9 comentários:

  1. Izabela, bom dia!

    Sim, pode postar, sem problemas, o texto

    http://docedefel.wordpress.com/2008/09/01/diga-espelho-meu-existe-um-servico-de-telemarketing-mais-chato-que-o-do-bradesco/

    em seu blog.

    Ficarei grato por isso. Ainda mais se estiver sendo útil, de alguma forma.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. hahahahahaha
    deixe os livros pra mim!

    ResponderExcluir
  3. amiga, eu tô pior que vc, garanto, mas não vou morrer agora, e não pretendo fazer meu testamento (mas vc podia ter deixado uns livros pra mim, né?)
    relaxe, eu sei o q é ser portadora de mazelas, um monte delas... eu me compadeço :D
    beijão e melhoras

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem com vc Izabela?
    Eu me chamo Alessandra e tb sou muito amiga de Oseas, te add no orkut mais não consegui deixar um recado pra vc lá, foi quando vi o link do seu blog, não tive tempo de ler tudo mais o pouco que li me surprendeu, a maneira como encarou sua internação ano passado foi ilária, no bom sentido é claro, fiquei concretizando as cenas em minha mente e ri muito, gostaria de tc com vc pelo msn ou orkut, tanto faz, já ouvi falar muuuuuuuito bem sobre vc. Deixarei meu msn caso aceite meu convite: sandrinhamanhaes@hotmail.com
    Grata pela atenção, Alessandra!
    E é claro Parabéns pelo blog, voltarei para ler tudo, rs.........

    ResponderExcluir
  5. Afff Paula, deixa pra mim alguma coisa, nem que seja um gato pra pertubar o juízo! (ñ garanto ele estar vivo depois da 1ª noite)

    Abraçossss
    Ricardo

    ResponderExcluir
  6. Olha só, até entendo não estar presente no testamento, por ter sido escrito antes de nos tornarmos amigas...Mas, agora que isso é fato, me coloque entre os contemplados com livros e, se possível, aceito dividir os vestidos com Soraya. Você já sabe até os que mais gosto! Sem mais, desejo-lhe uma boa morte!rsrsrs. Te amo, amiga!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto, rsrs
    Eu fico surpreso com a criatividade desses escritores ( em especial você) de falar de assuntos tão sério usando um pouco do cômico.
    Beijos, fica bem minha flor!
    Thiago Simão.

    ResponderExcluir
  8. NOSSA PENSEI QUE EU TINHA PROBLEMAS DE SAÚDE,MAS VEJO QUE TEM ALGUÉM BEM MAIS DOENTE DO QUE EU,KKKKKKK
    MUITO BOM,AMEI MESMO!GRACILENE MACEDO

    ResponderExcluir
  9. nossa hoje estou eu aqui olhando o blog da minha amiga e descubro que ela vai me deixar de herança as lingeries.estou muito emocionada .pois sei que valem ouro . kkkkk ameiiiiiiiiiiii mas espero não herdar nem tao cedo .

    ResponderExcluir

Caro visitante...

Se tiver dúvidas no preenchimento dos campos, selecione a opção "anônimo" e assine no final (nome, cidade e estado).
Seu comentário será moderado e aprovado (ou não, no caso de spam) através do meu e-mail pessoal.
Sua participação é muito importante para a continuidade do meu trabalho.
Grata pela colaboração despenteada!

Paula Izabela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...